A Origem, Planeta dos Macacos.

 

O ruim de ver filme dublado pela Alamo, é que eu sempre tenho a impressão de estar vendo Seiya e Shiryu diante de meus olhos, seja qual filme estiver assistindo. Mas quanto se é refém do tempo e obrigado a aceitar as condições possíveis no momento, não se pode reclamar muito.

Dublagem à parte, no último sábado consegui, finalmente, ver O Planeta dos Macacos, A Origem. E já começo dizendo que os fãs da franquia só têm o que comemorar.

Foi tudo bem roteirizado. Nada está solto…

Quem acompanha desde o primeiro longa-metragem da década de 70 e já vibrava com a temática apocalíptica que usava no máximo o Chroma Keys e máscaras de carnaval como efeito, e já ficou maravilhado na versão de Tim Burton, vai se realizar vendo essa versão que deixa um gosto de querer mais. Muito mais!

O supra-sumo dos efeitos de computação gráfica já era de se esperar. Atores interagindo virtualmente, macacos criados em computador com naipes de atuação de uma Fernanda Montenegro e Bruce Willis.

Ao ver o trailer, eu pensei que seria mais um show de efeitos hollywoodianos, do que um filme que valesse a pena recontar a saga da dominação do mundo pelos símios, confesso.

Mas não foi bem assim.

O show de efeitos especiais não ofuscou o brilhante roteiro do filme. Em quantas produções já não vimos isto? O show pirotécnico chega a ser ridículo no exagero que tentam suprir os defeitos do roteiro.

Eu pensei que seria assim com Planeta dos Macacos, A Origem. E por mais que ainda houvesse dúvidas sobre alguns pontos pra mim, que assisti a todos os anteriores, era difícil imaginar como seria contada novamente essa estória, sem ficar piegas.

Ao assistir Planeta dos Macacos, A Origem, dá pra entender e solucionar algumas questões que permaneceram em lacuna vazia durante tanto tempo. Dá pra começar a enxergar o elo que faltava nessa trama, já que parece mais um círculo do que algo com começo, meio e fim.

Eu não vou contar o final do filme.

Até mesmo por que creio que ele não se encerrar. Os filmes são, como eu disse, um circulo de narrativa, onde é preciso assistir os outros para localizar o espaço de cada um.

Anúncios

~ por automidia em 09/14/2011.

4 Respostas to “A Origem, Planeta dos Macacos.”

  1. esse filme realmente eh muito bom!

  2. Eu achei uma boa ideia em ter feito esse filme da origem, mais não assisti o outro e não tenho curiosidade de assistir esse. Sei que é um filme bom pelos efeitos especiais e tudo, mais nem assim a historia me agrada. ;$

    , passa lá?
    http://juliana-valerio.blogspot.com/

  3. Cara eu vi uma reportagem na globo sobre esse filme, muito interessante mesmo, mas nas telinhas eu só curto transformers!

  4. Esse filme é muito bom mesmo!
    http://lollyoliver.wordpress.com/2011/09/05/fotografia/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: