Não é Color Barls é Um Arco-íris!

É verdade que o tão polêmico e esperado beijo entre homens tá virando lenda na TV aberta brasileira,
mas você já parou pra contar quantos gays (personagens ou não) estão no ar neste momento?

Seria uma forma de combater o preconceito?
Será?
Eu tenho outra visão.

O preconceito não se combate na televisão, fazendo as pessoas rirem com bixinhas engraçadas.
É justamente o contrário.
Os gays estão na tevê por que o preconceito tem diminuído. E, sendo assim, por que não unir o útil ao agradável?
Inserir um personagem homossexual, engraçado e cheio de bordões está sendo a principal arma na guerra pela audiência. Duvida?
Começando pela Rede Globo. O fiasco que é a trama das sete, recentemente teve um personagem homo, estereotipado, caído dos céus para tentar segurar a audiência, fazendo alguns gracejos. Uma interpretação chula e sem graça de André Gonçalves. Vai ver que o autor de Morde e Assopra tentou pegar carona na idéia de colorir a novela de Gilberto Braga.
Outra que, inundada de jargões e de linguagem comumente usada no meio LGBT, parece não ter uma diretriz para quem assiste.

Vai dizer que você não tem a impressão de estar vendo uma coisa forçada ao escutar Natalie Lamour soltar um “E teve boatos que eu estava na pior…” ou o Roni com “ Tá pensando que travesti é bagunça?”
Que é engraçado, isso é! Mas é como se a novela não tivesse subsídios…

Eu acho muito mais interessante quando o fenômeno é o inverso. Quando as pessoas adotam pra si os bordões dos personagens e não quando vejo um vídeo no YouTube e no outro dia ele está lá, no meio do diálogo dos personagens.
Falta de criatividade!
Por falar em pegar carona, até Silvio Santos está pensando que a salvação da sua lavoura são os gays.
E de fato, a audiência da novela Amor e Revolução deu uma alavancada, após um beijo de 40 segundos entre duas mulheres.
E já se fala em beijo entre homens…

A Rede TV há tempos proporciona espetáculos envolvendo a comunidade LGBT no palco do SuperPop. É travesti contra pastor. Lésbica versus mãe solteira. Padrastos, freis carmelitas e emos. Ex-gays, ex-cegos, ex-anão, ex-maridos, ex-traterrestres…
É tanta mistura se ridicularizando, que só pode ser para disfarçar a maior aberração do programa, que é a própria apresentadora.

Eu não ouso vasculhar os demais canais. Se bem que nem precisa… Em breve a gente sabe das notícias e dos bochichos a cerca disso.
Só não vejo esse falso combate ao preconceito em forma de ridicularização com bons olhos.

Em tempos de alta definição e TV preta e branca como artigo de museu, nossa telinha está mais colorida do que nunca.

Anúncios

~ por automidia em 05/27/2011.

2 Respostas to “Não é Color Barls é Um Arco-íris!”

  1. Como sempre, me surpreendo com sua capacidade de captação e de transmissão de informações. Concordo em genero, numero e grau. As balelas que tem sido usadas pela tv aberta com o unico objetivo de ganhar a guerra pela audiencia tem sido cada vez menos substancial. Pergunto-me onde vamos parar nesse ritmo…

  2. É tanta mistura se ridicularizando, que só pode ser para disfarçar a maior aberração do programa, que é a própria apresentadora.
    Aí,aí
    dando risada aqui…
    Parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: