5837-5728

Aquele menino estava sentado na calçada.

Seu pescoço já doía, mas ele continuava a olhar pra cima.E olhava incansavelmente.

Mal piscava.

O que piscava era aquilo lá no alto. Ele não discernia o que era. Achava bonito e isso bastava.
E o menino, em uma hora determinada da vida, precisou levantar da calçada de onde estava acomodado. Não sabia o que o incomodava mais. A admiração ou o pavor que envolvia tudo aquilo.
Ele era apenas mais um, ou quase ninguém, diante da imensidão da noite em que admirava os pontos luminosos sob sua cabeça.
E a hora chegou.
O menino precisava ser homem. Enfrentar seu medo e ir ao encontro da sua felicidade.
Mas ele ainda era menino, mesmo sendo homem. E, diferente da chupeta,  ele não conseguia largar o medo tão fácil.
E mesmo temendo ele subiu a rampa.

Pensou em desistir, afinal era uma criança.
Mas não desistiu. Tinha que ser homem.
E ele foi.
O ponto luminoso que ele sempre vira na infância estava do lado oposto agora.
E não era só um. Eram vários. Muitos. Milhares.
Ele buscava força e aconchego ao pensar no seu destino, por que na partida ele estava só. Não podia encostar a cabeça em ninguém.
De peito aberto ele seguiu.

De coração aberto ele tentou.
E tentou.
Tentou.
E…
Voltou.
E voltou às claras. Já perdera o medo de olhar. De se olhar e olhar do alto.
E na bagagem trouxe cheiro, lágrimas e certezas.
Certeza de que ele não era mais aquele menino.
Certeza de que nunca deixaria de chorar quando sentisse vontade.
Certeza de que teria coragem de fazer tudo novamente.
Certeza de que era preciso ser forte.

Ser homem.
Certeza de nada mais…

Anúncios

~ por automidia em 05/19/2011.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: