Cena 5: Ônibus Incendiado – Exterior – Noite

Ainda não assisti a Tropa de Elite 2. Não a versão cinematográfica.

Estou acompanhando a feita pelo noticiário.

Uma verdadeira guerra está instaurada na cidade do Rio de Janeiro desde o início da semana.

Parece demagogia falar nisso, mas não tem como não se envolver, nem se comover.

A perca do território pelos traficantes para as Unidades de Polícia Pacificadora é dito como o estopim para os confrontos.

E se é pra pacificar de vez, que se faça necessária a guerrilha.

De um lado, descamisados subindo os morros e tapando vias com veículos em chamas. Encurralados, sem perspectivas e estimativa de vida de 20 anos. Do outro, policiais rígidos que, após terem suas folgas e férias suspensas, partem com toda fúria possível morro acima, pelos motivos mais variados.

O BOPE é mais uma vez personagem. Agora do mundo real.

Bem diferente das cenas marcadas defronte das câmeras e da orientação do diretor José Padilha.

O cinegrafista mais próximo das tomadas, desta vez, foi instruído a fazer as imagens aéreas em helicóptero.                         Nada de grua ou plongée.

Ah, e a oito km de distância. No mínimo!

O novo longa-metragem da Polícia Carioca é mais extenso do que o exibido nos cinemas.

Já dura dias e em todos os canais pode-se ver algum trecho.

A versão para a televisão contém imagens tremidas, personagens ofegantes, câmeras-man com colete à prova de bala e tudo mais.

A platéia que, agora não mais de 10 milhões e sim de mais de 180 milhões de brasileiros espera um final satisfatório nessa aventura.

Se bem que já estamos nos acostumando com a idéia de que se acabou a obragatóriedade dos finais felizes nos filmes.

Mas espero que não…

Só sei que nem em seus momentos de inspirações mais sublimes,o diretor Padilha imaginaria tais cenas para incluir em seu roteiro.

Pode acreditar!

Anúncios

~ por automidia em 11/25/2010.

3 Respostas to “Cena 5: Ônibus Incendiado – Exterior – Noite”

  1. Se foda midia, cinema, governo eu quero ver é o Bope comer os bandidos na bala.
    Aquelas imagem mostram muito bem o o coronel do bope falou no jornal nacional os bandidos do rio são tudo bunda mole provocam a policia e depois correm são covardes, as imagem mostraram muito bem o desesperos dos bandidos pra mim ficou claro k o poder publico só ta brincando msm de pega ladrão por que poder pra dar um fim nesta gente ele tem e de sobra.

    Bala neles capitão nascimento, bala neles.

  2. O filme “tropa de elite” foi só um work shop … agora eles tao colocando em prática, pow!!!

  3. É triste e assustador ver a ficção (ficção?) tomar lugar nos palcos da vida nestas proporções e circunstancias. Acredito não ser o momento de culpar ou apontar responsáveis e sim de agir. como foi dito, se pela paz far-se-á necessária uma guerrinha, que seja! Imagina se ao invés de reagir, continuassemos nos mostrando tolerantes como fomos até dias atras? Bem, eles tão vendo que são fracos e menores. O diretor desse longa n foi José Padilha… é capaz de ser a Maria Padilha! kkkkkkkkkk
    Que se fodam em todas as formas. Odeio bandidos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: