Aham! Eu gosto do brega.

Há algum tempo o ensaio deste texto estava guardado no computador e em minha cabeça.

Em outros veículos eu já tratei deste tema, mas de forma parcial e com as percepções de um profissional de mídia.

Agora é diferente.

Eu estava apenas esperando certo acontecimento para servir de subsidio para a elaboração deste post.                                E ontem aconteceu.

Pessoas podem não compreender e algumas até criticam, principalmente aqueles que convivem comigo diariamente. A indagação principal é: como alguém que conta as horas que faltam para estar à frente do palco no show de Cranberries ou passou horas na fila pra comprar o ingresso relâmpago do show do Los Hermanos, é capaz de ser tão discrepante e jurar amor eterno ao brega oriundo do sub-mundo pernambucano?

Não sei se é viável explicar-me. Também não sei se é necessário.

Mas só por registro e desencargo de consciência, tentarei!

São pelo menos três pontos que me fizeram ter esse olhar carinhoso pelo brega pernambucano, pra ser eufêmico.

Entenda esse brega como o chamado pop-brega, tecno-brega. Essa vertente musical que trata de sentimentalismo com músicas melosas e dançantes.

Discorde quem quiser. Desgoste que desgostar.

Mas é de se concordar que a originalidade desse estilo musical é gritante.                                                                                   Nunca por aqui se fez música para o povão, pelas mãos do próprio povão.

As situações amorosas, relatadas na maioria das canções, são ditas na linguagem popular, identificando aqueles que a cantam e a escutam.

Os bregueiros têm essa consciência (ou não), de criar músicas que ao falar do cotidiano, não procura rebuscar o vocabulário, fugindo de suas origens e da bagagem cultural de seu público.

A possibilidade do acesso fácil aos ídolos é outro ponto que, a meu ver, torna o brega ainda mais cativante. Às vezes, o cantor de uma banda encontra com seus fãs na padaria, ou na parada de ônibus.

E não pense que por ser popular o brega pernambucano é de má qualidade técnica e artística.

O que me deixa descontente e até revoltado, é quando vejo meias-bocas ao se fala neste assunto, ao ouvir o brega, e sorrisos e gracejos pelas costas, no momento em que outros ritmos gravam composições originadas do pop-brega.

Alguns podem achar ridícula minha comparação, mas analisando bem, sem o olhar do preconceito, verão que o nosso brega é tão pernambucano quanto o frevo e o maracatu.

É sim expressão de nossa cultura.

No inicio, das massas. E que já começa a povoar áreas de outro gosto e costume.

Eu estava ontem, quase defronte para o palco durante um show da pernambucana Banda Kitara. Umas das mais originais e performáticas do estilo. Desde suas composições próprias, quanto na interação com o público.

Deu pra perceber que não eram apenas as classes mais populares que lotavam a casa de show. Só do meu lado, no meu grupo de amigos, havia médico, pedagoga, gerentes comerciais, professores e tantos outros que, a associação do brega ao mal-gosto e pobreza, já se findou.

O brega definitivamente desceu dos morros. Agora freqüenta a orla e já pode ser ouvido do lado de dentro dos muros  dos condomínios mais luxuosos da Avenida Beira-Mar.

Ainda duvida?

Anúncios

~ por automidia em 10/10/2010.

8 Respostas to “Aham! Eu gosto do brega.”

  1. Muito legal o teu blog! Parabéns…

  2. huauhahuahu fiz uma postagem sobre o Brega no meu blog. Confere lá, tem várias coisas em comum ahuhuaha

    abraço

  3. Hehehe…
    Acho que a expressão inteligente do brega eh confirmada com o plágio de suas musicas por tantas que são as bandas por aí a fora…
    Gosto das letras… acho a melodia bem colocada também… E Kitara, em especial, tem uma misturazinha de techinobrega com um brega mais de raiz, em alguns trechos que é simplesmente fantástica! Só n concordo em dizer que o brega desceu dos morros. O brega subiu dos morros, meu amor! hehehehe Da-le Mano!

  4. O Brega nunca foi o meu tipo de música preferido,pelo contrário,o meu gosto músical passa bem longe disso!
    Mas confesso que a Banda Kitara consegue me fazer tirar o pé do chão e arriscar alguns passos.

  5. Infelismente tenho à confessar meu preconceito sempre musical, faço cara feia com certos estilos musicais,e na minha casa só entra aquilo que eu gosto! Mas, esse preconceito nunca foi eterno e que entre este brega bernambucano e o forró, sem dúvida prefiro o brega (e não peço desculpas aos forrozeiros!)! Hoje já me submeto a ouvir nos dias de domingo em que meus amigos as põem no meu som um brega gostoso, romantico (roedeira) e divertido, e me divirto com toda essa sonoridade que embalam meus fins de semana. Claro que toda essa mudança de meu gosto, antes imutável, se dá graças ao dono deste Blog. Espero que ele um dia possa fazer algo por mim, já que estou condenado à viver neste inferno e minha alma se perdeu para sempre! Forte abraço!!!

  6. Isso mesmo cara!O pessoa claro que tem o direito em discordar em não gostar de certo tipo de músicas sendo brega ou não.Mas daí a comparar rebaixando o brega e elevando certos ritmos como swingueira,e forro estilizado não dá ,pois em termos de comparação no mau sentido onde falam mal de (ALGUMAS) letras do brega,tipos de roupas do pessoal,esses outros ritmos não tem tanta diferença assim ne?ou tem?claro que não..Pois além de regravar sucessos do brega,não são todos que em suas letras próprias são felizes…Letras sem sentido ,incitando o consumo de bebidas alcóolicas,incitando a traição(gaia,chifres) e com letras que às vezes só possuem duas estrofes…Bem como falar desse funk atual que sinceramente envergonha o funk antigo que tinha letra e falava da realidade da periferia com inúmeros talentos ..O brega está em todos os gêneros musicais,cantores e bandas nacionais e internacionais tocam e fazem brega;assumidamente ou não Temos muitos mesmo …Por que que é chique e não causa vergonha alguma curtir Elvis Presley cantando “vc é uma cachorra louca” e é horrivel e vergonhoso se escutar o Agnaldo Timóteo cantar “Eu não sou cachorro não”…Se ouvir um dos maiores bregas (e é francês) “ne me quitte pas” (não me deixes mais) pode ou não?ahhh é brega gente!rsrss…
    Essa nova geração que eu tenho maior orgulho em fazer parte é tudo isso que vc falou aí encima batalhamos muito nas noites ,e lutamos para sermos reconhecidos nacionalmente já que aqui no estado somos,apesar das rádios grandes e televisões mais abertas fecharem os olhos ao nosso movimento como se fôssemos marginais ,um movimento com mais de 100 bandas que lotam casas de shows,ruas e campos de futebol sem dúvidas…Nos tiraram a liberdade de poder ir e vir em seus programas e rádios..Senão o povo não vai “ENGOLIR” as outras coisas que são obrigados dia-dia.;.Pra que mais popular que o brega?Pelo menos não somos exilados como a época da MPB que era o que acontecia ne/?somos tidos como algo que ameaça (nao sei porque) mas que nao há punição apesar de já tentarem muito fazer acabar o brega com leis secas,com policia entrando em casas de shows (SOMENTE QUE TOCAM BREGAS)para abaixar volume,para fechar a casa etc etc etc…E estamos aí firmes e fortes há quase 10 anos..Temos talentos enormes c0ompositores ,cantores e músicos dignos de serem reconhecidos e ter mais valor,e somos felizes e nunca desistimos,tem bandas que desistiram e partiram para outro segmento deixando nosso brega de lado mas logo voltaram mas nao creio que por amor ao brega mas pelka oportunidade que viram que somente tiveram com o brega ,o brega que fez eles serem o que são hoje e sempre…
    Temos compositores que pra vc ter idéia compoe uma música na ghora com a letra que vc quiser e sem ser versão de músicas dos outros ou idéias ou letras dos outros…Temos muitas cópias também mas qual ritmo que não tem????e assim se vai…Quem não curte brega tá morto não está na Terra”!Pois o brega está em toda parte aonde quer que você vá..Da França ao Brasil…
    Já fui de muitas bandas inclusive a Ritmo quente e hoje estou em uma chamada :PITGIRL.

  7. Como o começo do nome da minha banda saiu errado volto a dizer :p nome da minha banda Pitgirl…

  8. amigo eu respondi com o blog errado rsrs nao sabia que ia sair esse blog que fiz ,comente para fortalecer o movimento,tirei algumas frases de um orkut muito legal do brega…vc poderia excluir esse meu comentario ?eu ja copiei e salvei as mesmas palavras de antes quando vc remover eu irei postar novamente as mesmas coisas so que com outra conta…pois nao queria que soubessem que era eu a dona do blog…entao exclui seu maravilhoso comentario pois estava meu nome nele kkk…o meu comentario é esse enormeee que tem ai ..acho que vc ira lemnbrar mas nao estou mais assinando esse novo comentario com meu nome rsrs..vc poderia remover esse meu?me avise se puder por comentario no blog mesmo..dai excluo o comentario ,posto novamente e vc manda outro se puder,e desculpe esse transtorono mas é que nao desejo que saibam quem mexe no blog ..obrigada querido 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: