Mombojó: apoteose do som e da lycra

Lá estava eu. Ingresso comprado de última hora. Embora o desejo e o planejamento de se fazer presente naquele show viessem de longe.

Pra minha surpresa e tal qual a felicidade de alguém que ganhou um bilhete premiado, minha poltrona era uma da primeira fila.

O show do Mombojó, lançando o álbum Amigo do Tempo, ocorreu no teatro da UFPE em Recife, nesta última sexta-feira, dia 27.

Apesar de o espetáculo começar com todo o público obrigatoriamente sentado, era previsível que não ia ser assim. Aos primeiros acordes, pés e mãos já não se seguravam.

Era inevitável continuar atracado naquela cadeira. Aos poucos todos estavam de pé, de frente do palco, dançando e cantando numa troca de energia que, confesso sinceramente, vi poucas vezes.

Já tinha assistido a outros shows do grupo e não são novidades as performances peculiares de Felipe, mas foi a primeira vez que vi uma instiga tão grande. Contagiante!

Recentemente o grupo teve um vídeo clipe dirigido por Fernando Sanches, um dos magos do gênero pra mim.

A quem ache – já ouvi comentários – que o Mombojó estivesse com um pezinho na calçada do pop-chiclete brasileiro. Mas eu creio que não. O fato de estar concorrendo com o clipe de Papapa a uma categoria na premiação anual da MTV também não precisa de muitos alardes.

Creio que o Mombojó encontra-se em um patamar que não dá mais pra se privar de certas tecnologias e requintes que a fama e o dinheiro trás. A legião de fãs só aumenta Brasil adentro e é justo que os ídolos busquem a qualidade para satisfazê-los.

Não se trata de perder a essência, que isso eu acho bastante difícil, mas de adaptar o que fazem às inúmeras possibilidades e experimentações. Tiro isso pela própria destruição do figurino por Felipe durante o show. Hehehe

A música Papapa é viciante. A sua coreografia também.

A curiosidade cultivada por aquilo tudo era superior.

A novidade valeu a pena. O som espetacular e único que os caras fazem, agora tem mais um ícone de originalidade e requinte estratégico.

É como se o figurino de super-heróis do novo clipe tivesse criado esse espírito de liga, de guerreiros e de mais união. Não que já não ocorresse, mas parece ter se fortalecido ainda mais. Bom pra eles, melhor pra nós!

Anúncios

~ por automidia em 08/29/2010.

5 Respostas to “Mombojó: apoteose do som e da lycra”

  1. nunca ouvi essa banda 🙂
    mas gosto muito de ”algumas” bandas da mtv
    gostie do seu blog parabens 🙂

  2. Já ouvi essa banda e gostei bastante do som doa caras!

  3. Esse figurino tá muito legal…a música Papapa é contagiante!
    Mombojó promete crescer mais e mais!
    Parabéns Pelo Post!

  4. Realmente você não pudia deixar de postar sobre aquele show, não só pelo fato de você ter ido, cantado, assitido e gritado tanto… Mas que é sempre bom esse tipo de postagem já que o show foi filmado e passará em breve na Globo Nordeste, e que o Bombojó ainda meio que anônimo por muitos, irá, sem dúvida, alcançar o patamar de ótima banda brasileira; e foi o que se pode ver no show: muito profissionalismo, respeito aos fãns e qualidade nas músicas. Está banda tem um futuro muito bom… Isso podemos esperar! Um forte abraço!!!

  5. Pois é, Aurellius.
    Um show tão aguardado, requer no mínimo, toda essa falação mesmo.
    A apresentação dos caras foi magnífica, e poder compratilhar esse momento ao lados de amigos e fãs como eu, é indescritível. Mombojó porra!
    Hahahaha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: