Oxente Menino!

Bem, eu sei que é necessário o abrandamento e manter o padrão implantado pela televisão, mas eu me fascino.

Há quem o ache engraçado e até o estereotipe. Isso é muito relativo pra quem ouve, ver e fala.

Já tinha comentado sobre isso em outro post, mas agora sinto necessidade até espiritual de tocar no tema.

Falo do sotaque.

É, sotaque mesmo.

Para o dicionário, sotaque é a pronúncia peculiar a cada indivíduo, região ou nação. Mas pra mim é algo encantador que é proferido por distintas bocas, espalhadas por lugares únicos e divergentes Brasil a Fora.

A gente aprende na Universidade que é recomendado ao profissional que opte por pegar o microfone diante da câmera,  equivaler seu sotaque ao padrão estabelecido pelas emissoras. Não é necessariamente o sotaque carioca, nem paulistano, é, digamos, um modo de falar neutro, que mesmo adotando o “dhi” e não o “di”, não fique tão parecido com o linguajar do eixo Rio-São Paulo, visto que nem os trabalhos fonoaudiólogos conseguem acabar com a sonoridade nasal dos repórteres nordestinos, por exemplo.

Mas o tipo de sotaque que queria comentar nesse post não é o que eu ouço na TV e até ouço, mas não em telejornais.

Fico me perguntando, e gostaria que alguém me respondesse, se há algum padrão estabelecido também para não deixar o sotaque aparecer na música.

Observe se uma banda de forró do Sertão do Pajeú, aqui em Pernambuco, não canta com o mesmo sotaque de uma banda do Rio de Janeiro ou de Brasília?

Canta sim. Pelo menos tentam aproximar o sotaque nos fonemas que por aqui se fala diferente de lá.

O fato é que eu sou apaixonado por essa diferenciação no modo de falar dos brasileiros.

Relacionando música e sotaque, cito duas vertentes que aprecio muito.

Nordestinos, pernambucanos e recifenses. Mesmo sendo artistas do cenário musical brasileiro, tudo o que cantam, gravam e produzem em escala nacional, tem seu sotaque preservado.

Falo primeiramente de Lula Queiroga. Pra quem não conhece, é um ícone da música pernambucana e brasileira. Compositor fantástico, regravado por artistas de norte a sul, reconhecido e admirado. Lula não faz esforço nenhum pra esconder seu sotaque, que modéstia à parte, é o mais bonito do país, em seus discos.

Outro que falo é o grupo Mombojó. Conhecido pelo público segmentado em todo Brasil, bem visto pela crítica e muito premiado. As músicas são carregadas do nosso jeito de falar, melodicamente falando. O “ti”, o “di” e os chiados nos “s”, trazem a identificação com nossa terra e faz-me orgulhar ao ver minha cultura exportada, sem precisar ser modificada para que os outros aceitem.

É claro que contemplo o jeito matuto e bravo de falar, a malandragem esperta carioca, o arrastado paraibano e o doce sotaque das Iracemas cearenses. Agora pouco no carnaval, por exemplo, Olinda era um celeiro de tudo que é jeito de falar, cultura e estilo. Nacional e importado.

Era possível comparar gírias, manias, fonemas, beijos e abraços de todos os lugares.

E é ainda ludibriado por um sotaque da Bahia que termino de escrever essas linhas.

Anúncios

~ por automidia em 02/23/2010.

8 Respostas to “Oxente Menino!”

  1. Blog muito interessante. Continue assim
    Parabéns . Abraço :*

  2. Eu sou gaucha tchê e eu ja conheci pessoas de outros estados e acho muito legal ter um sotaque. Isso é cultura pra mim. Parabéns pelo blog.

  3. Nordestina como sou. Baiana, daquelas que falam painho e mainha.
    Acho super legal os sotaques.Fico admirando… amo diversidade…
    Já participei de alguns encontros nacionais.É o maior barato aquela mistura, muita novidade, em formas, girias, um rindo do jeito de falar do outro… Tudo muito divertido.

  4. Eu sou paulistano manoo !! kkkk e acho super interessante os sotaques espelhados pelo Brasil. Boaaa

  5. Cara fantástico,creio que José de Alencar, aquele que fala de “Iracema” ficaria muito feliz se estivesse vivo e apreciar seu talento.. Parabéns

  6. Sempre admirei bastante os diversos sotaques espalhados pelo Brasil… Até já desenvolvi estudos sobre eles, é simplismente fantástica a nossa diversidade cultural!!! Parabens amigo pelo texto….

  7. Sotaques são traços de culturas variadas que nascem em nosso país a cada dia que a simbiose das raças se mesclam de forma contínua!

  8. “E é ainda ludibriado por um sotaque da Bahia que termino de escrever essas linhas”. (srsrsrsrsrsr____seiii)

    O sotaque é que faz com que cada região tenha sua característica, sua identidade…adoro o sotaque nordestinoo!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: